sábado, 31 de maio de 2008

Enigma do Museu de Etnologia

Da ultima vez esqueci-me de vos por um enigma pois tenho de comecar a por-vos a mandar bitaites.

Na minha rapida visita a Hanoi fui, entre outros, ao Mausoleu do Ho Chi Minh que fica na Tiananmen ca' do sitio e onde podemos ver o corpo do primeiro presidente do Vietname debaixo de muita seguranca. E' notorio a admiracao que os Vietnamitas tem por ele! Este presidente teve uma ideia excelente durante a guerra com os EUA que foi por prisioneiros americanos no palacio presidencial e avisar os americanos disso! Foi remedio santo para nao atacarem o palacio presidencial e hoje podermos admira-lo na sua totalidade! :-)


Depois no museu de Etnologia pode-se aprender mais um bocado sobre as mais de 10 etnias constituintes do povo Vietnamita e nos jardins temos varias casas tipicas das diferentes etnias.

Carlos,

Sabes como se chama uma delas?!... Han! Mal vi isso fui logo confirmar "Os Han sao oriundos da China e os criadores da lingua chinesa, nao e'?", "sim"


E agora... o enigma.

Vejam as duas seguintes fotografias e tentem adivinhar que edificio/casa e' esta. Para que serve?
Vou-vos dar algum tempo para pensarem e mandarem palpites. E, na pior das hipoteses, se ninguem acertar, daqui a 2 dias dou-vos a resposta.

quinta-feira, 29 de maio de 2008

Baia de Halong

Ontem estive, segundo a UNESCO, em mais uma maravilha do mundo. Ja' comeco a perder a conta de quantas tenho visitado nestas ferias e ainda vou visitar... Desta vez foi a Baia de Halong, a cerca de 170Km de Hanoi. Estive la' a andar de barco durante 5 horas numa baia muito bonita e no final almocei um excelente marisco a bordo.

Desta vez nao me vou alongar na descricao desta baia, fica para depois. Fico-me apenas por uma foto, pelo comentario que o guia me fez "da proxima vez tens de vir acompanhado, este local e' muito bonito... Eu venho ca' varias vezes e nao me canso!" e pela informacao de ser uma baia enorme (andei la' cerca de 30Km e nao consegui ver o mar, parece que ainda faltavam outros tantos), caracterizada por montes/montanhas/ilhas de rocha calcaria e que era o destino inicial para se gravar o filme 'James Bond: The Man With The Golden Gun' mas, como naquela altura as relaccoes com os Estados Unidos ainda nao estavam totalmente regularizadas, o governo do Vietname nao autorizou e entao foram filmar para Phuket.

Ja' que referi os Estado Unidos... tenho de confessar que quanto mais viajo, menos aprecio os americanos... Eles vem com aquelas tretas de policias do mundo e garantes da estabilidade entre nacoes mas a verdade e' que tem sempre interesses por tras: no Iraque e' o petroleo; no Vietname, pelo menos, era a tentativa de conter a expansao do comunismo... e, se reparar-mos bem eles estao metidos em todas as ultimas guerras ou de forma activa ou como instigadores e, ate' ao momento, falam muito mas ate' agora foram os unicos que usaram bombas atomicas!...

Ontem no final do dia tive uma surpresa. Aqui tenho comido e bebido de tudo, inclusive bebidas com gelo ('as vezes so' reparo tarde demais) e, felizmente, nao tenho tido problemas. Acho que tenho um estomago preparado para isto! Exceptuando os comprimidos para a Malaria, aquilo cai como uma pedra. Ao fim de cerca de 4-5 horas comecasse a sentir um peso no estomago... Mas, ontem foi diferente. Era dia-hora de tomar o comprimido e, ao contrario das outras vezes, como nao jantei, apenas comi ananas que tinha no quarto, tomei com estomago vazio. Nao e' que desta vez nao caiu como pedra, tal como as anteriores!... Agora fiquei na duvida se foi por nao ter jantado ou se por comecar a habituar-me 'a "pedra". Vou ter de esperar pela proxima semana para tirar as duvidas! :-)

Acordar e olhar para o lado...

Ja' alguma vez dormiram muito bem e quando acordaram assustaram-se ao ver quem estava ao vosso lado?!... Pois, na primeira noite no Vietname aconteceu-me isso... Eu nao deveria estar para aqui a relatar estas coisas mas, agora ja' esta'...Entao apos uma boa soneca, acordei e ao abrir os olhos assustei-me! Onde e' que ontem estava com a cabeca para a trazer para aqui comigo?... e' mesmo feia! Ate' posso rotular, pela parte dela, como "o belo e a monstra". "So' posso ter bebido uns copos a mais para vir com ela para o quarto, mas nao me lembro de nada... pois deve ter sido isso". O mais irritante e' que quando acordei os olhos dela brilharam... dasse... E, pior que tudo, ela nao estava com grande vontade de ir embora, entao ignorei-a e comecei-me a vestir. Mas, para acreditarem na minha descricao, nao a deixei ir embora sem tirar uma foto para poderem ver com os vossos proprios olhos.




Como e' que a hei de chamar?! Osga, salamandra, sardanisca?... Deixo ao vosso criterio!!! :-)

Mas, isto e' algo que temos de estar preparados quando estamos em paises tropicais. Um colega tinha-me dito que, na Malasia, houve um dia em depois de deitar-se viu uma criatura destas na parede dentro do quarto e la' se teve de esconder debaixo dos lencois!!! Felizmente, la' so' as vi mesmo nas paredes do hotel mas sempre fora do quarto. Mas, em Hanoi tive o azar de encontrar uma dentro do quarto.

Haveria formas mais eficientes de blogar...

Isto de poder escrever so' quando consigo encontrar uma loja com computadores com acesso 'a Internet nao da' jeito nenhum. Durante o dia, por vezes, tenho tempos mortos que poderia aproveitar para escrever pois assim conseguiria contar mais historias, com mais pormenores e melhor estruturadas. E' que a minha produtividade da escrita nao e' tao boa quanto gostaria!!!Ainda ontem estive no aeroporto la' sentado 3h. Mas, como nao tenho nenhum computador comigo, pois o seu transporte causaria algum transtorno...Contudo, cada vez mais entendo que da proxima vez que vier de ferias tenho, ou de trazer um computador portatil pequeno ou entao, talvez melhor, um teclado para o meu telemovel/PocketPC. Se me tivesse lembrado disto antes, ja' podia ter procurado no fim de semana que estive no Sim Lim Square - um shopping em Singapura com 6 andares, so' de lojas de material electronico - um verdadeiro exagero. E' que, alem de poder escrever mais para o blog, tambem poderia ir adiantando a catalogacao das fotografias que tiro enquanto me lembro. So' de imaginar a trabalheira que terei quando regressar, e a frustraccao de me esquecer d'alguns pormenores interessantes, ate' me assusto.De qualquer modo, quando fizer anos, ja' sabem o que me oferecer! ;-)

Ah, no inicio estive quase para vos pedir feedback (comentarios, emails, ...) sobre o blog para dizerem o que pretendem saber/ver mas, como ja' o tem feito tem-me facilitado a vida! :-)

Vietnam: Hanoi e' de doidos!!!

Que choque ao entrar em Hanoi! Enquanto estive em Luang Prabang, Laos, nao concordei muito com o que tinha lido sobre a cidade - que era a cidade Asiatica mais pura/tipica - porque, principalmente, a rua principal da cidade estar muito virada para os turistas, muitos bares e restaurantes todos lavadinhos e arranjadinhos, o que nao e' algo comum na 'Asia.

Porem ao entrar em Hanoi, passei totalmente a concordar com o que tinha lido sobre Luang Prabang. Hanoi e' uma cidade stressante e barulhenta. Aposto que na primeira aula de conducao que estes tipos tem, em vez de mostrar onde esta' o travao, os piscas e como se liga o carro, eles comecam logo pela buzina: "antes de arrancares, buzina... se vires algum carro/peao/veiculo, buzina... ao entrares num cruzamento, buzina..., ... e, nao vale a pena stressares"

Como as fotos so' conseguem captar a parte visual, fiz o seguinte video ao inicio da noite onde podem ter tambem o som mas, infelizmente, ainda nao da' para transmitir cheiros (daqui a uns anos...).

video


Quanto ao atravessar das ruas, tinha lido que requeria algum cuidado e o melhor era vermos como faziam os locais, mas pensei "oh, e' so' preciso olhar bem e quando virmos uma brecha, atravessamos a passo largo"... Totalmente errado! Essa coisa de brechas, para atravessar a rua, nao existe! Mas, ja' aprendi como fazer (com o guia): para a atravessar devemos mandar-nos para o meio da estrada sem medo, mas e' importantisssimo faze-lo a passo muito lento. Depois todos os veiculos que andam na estrada veem-nos e desviam-se com calma. No inicio e' um pouco complicado para nos (e ainda agora, ainda me e' um pouco) pois estamos habituados a atravessar nas brechas. O importante e' sangue frio, acreditar que ninguem vai contra nos e nunca fazer movimentos bruscos!!! (fyi, ainda hoje ja' em Hue, estava eu a dar uma volta de cyclo - semelhante a bicicleta indo o passageiro num banco sentado 'a frente - respirei bastante fundo quando vi um jipe grande a vir em direccao a nos e ficar a uns 20cm)




Ah, voltanto um pouco atras no tempo. Esteve um pouco complicado para sair de Laos e entrar no Vietname. No aeroporto nao me queriam deixar embarcar "nao encontro no teu passaporte o visto para entrar no Vietname, sem ele nao podes embarcar!", "mas tinham-me dito que o visto era obtido 'a chegada ao Vietname...", "nao em Hanoi isso nao e' possivel"... e comecei a ver a vida a andar para tras. "Anda comigo ao gichet do Vietname Airlines que la' poderas tratar disso" e la' fui... ao chegar la' lembrei-me que tinha um documento (recebido por email e impresso no hotel em Vientiane) para obter o visto do Vietname. Mostrei a quem me atendeu para ver se aquilo servia para alguma coisa e depois de ele analisar "isto e' suficiente, podes ir com isto e ao chegar a Hanoi obtens o visto". Basicamente, o documento autorizava a obter o visto 'a chegada ao Vietname. La' voltei para o check-in e mostrei o documento... nao e' que ela comeca a dizer que nao serve... "isto nao da'... nao tem o teu nome...", entao peguei no documento e apontei-lhe para o meu nome lendo-o ao mesmo tempo que lhe mostrava que era igual ao do passaporte... mas, ela nao ficou convencida, "ves e aqui esta' o numero do passaporte, que e' o meu...", "isto nao se ve muito bem..."... e ela ainda nao estava convencida, ate' que me disse "isto nao diz em lado nenhum para quando e' que se aplica, nao esta' escrito que vais entrar hoje...". Rais parta o raio da mulher que e' vesga e nao conhece os documentos que ja' lhe devem ter passado pelas maos n vezes "olha aqui, esta' aqui entrada a 26 de Maio e duracao ate' 26 de Junho". E, ainda um pouco reticente ela la' aceitou. Nao estava facil! Parecia que estava a ensinar um miudo a ler!!!

quarta-feira, 28 de maio de 2008

Reflexao sobre o valor d'uns belos chinelos

Ja' alguma vez pensaram no valor de um belo (pratico) chinelo de borracha ("a la" havaianas)?! O quao util pode ser para nos!... Enquanto estive em Laos apercebi-me perfeitamente disso!!! :-)
Primeiro que tudo e' muito mais fresco de qualquer outro tipo de calcado fechado, o que da' muito jeito nos dias de calor. Por vezes, ha' dias em que por aqui penso "bem, hoje vou caminhar muito e talvez por terreno irregular, por isso, vou de sapatilhas" mas, arrependo-me sempre e nao consigo descansar enquanto nao consigo voltar a calcar o chinelo! E' tao pratico e refrescante!
Mas, vamos a exemplos do quotidiano do valor do chinelo:
- chegamos a um templo onde nao podemos entrar calcados e, num instante, descalcamo-nos sem qualquer esforco...
- estas cheio de calor e passas numa fonte, manda-te la' para dentro e tudo fica mais fresco...
apetece-te/precisas de tomar um duche num local manhoso e nao tens coragem de por os pes naquele chao.. "ah, meus queridos chinelos que tanto jeito me das". Sera' que poderiam fazer o mesmo com, por exemplo, sapatilhas?... quanta falta senti dos chinelos quando fui experimentar a tradicional sauna herbal (sera' que e' assim que se escreve em portugues?) no inicio da selva nos arredores de Vientiane. Apos a sauna aconselharam-me a ir tomar um duche (leia-se, literalmente mangueirada) so' que ficava na outra casa (barraco) ao lado... porque e' que naquele dia tinha ido de sapatilhas?!... La' tive de fazer de conta que estava com os benditos chinelos! ;-)
O mesmo se aplica em Sentosa (ilha tematica/resort/parque de diversoes em Singapura) onde fui dar um mergulho ao mar mas, como nao tinha toalha e estava de sapatilhas, tive de andar descalco ate' conseguir secar. Era muito mais facil se tivesse os chinelos!

mas entao dizem voces "ah e tal, mas apanhas muito po' e terra, andas com os pes muito desprotegidos e facilmente se sujam..." e, qual e' o problema?! Passas num charco, numa fonte, numa torneira qualquer e, zas, mandas-te la' para dentro e fica tudo lavadinho de novo.

Devido ao valor que uns bons chinelos tem, e que por vezes no nosso dia a dia nos esquecemos, 'a semelhanca de, nalgumas empresas, haver o dia de se vestir informalmente, eu proponho a institucionalizacao do dia do chinelo (para todos os sexos, nada de discriminacoes) em que vamos todos de chinelo para o trabalho. Que dizem?! Conto convosco?! ;-)

domingo, 25 de maio de 2008

Imagens de Luang Prabang

Como hoje acordei cedo (5h15) para ver uma cerimonia matinal em que os mongues percorriam as ruas, incluindo a do meu hotel, acabei por ter tempo de, ir aos correios despachar 2Kg de bagagem (para evitar pagar excesso de peso nos voos) e dar aqui um salto para vos disponibilizar algumas imagens de Luang Prabang.

Aqui fica uma pequena amostra de Vat XiengThong onde se pode ver as pedras cravadas que contribuem para a beleza deste templo e que tambem podem ser encontradas no interior do Museu Nacional (antigo Palacio do Rei) que datam do mesmo reinado.





e a de uma casa tipica mesmo no centro da zona historica de Luang Prabang

A cerca de 25-30Km temos as cascatas Kouang Si com algumas piscinas de agua azul turquesa onde nao consegui resistir a dar um mergulho!!!


E, para acabar o dia em beleza, um bom sumo de lima numa esplanada sobre o rio Mekong a tentar avancar na minha leitura d' "O Mundo e' plano". Ta'-se bem, isto e' vida! ;-)

Laos: Luang Prabang

Bem, comeca a ficar tarde, ja' estou para aqui a escrever ha' muito tempo, nao consigo parar quieto por casua dos mosquitos (reais ou imaginarios) e ja' estou farto de estar descalco (tive de me descalcar para entrar no internet/cafe...), por isso, nao vou divagar muito sobre Luang Prabang que e' onde estou e que amanha ja' me vou embora rumo a Hanoi (Vietname).


Muito resumidamente, percebi porque e' que esta cidade e' considerada patrimonio mundial pela UNESCO: tem dos templos mais bonitos que ja' vi. O Vat XiengThong e' deslumbrante (googlem para ver fotos deste monumento ou entao esperem pf ate' ao meu regresso, ou entao chateiem-me muito...). Ontem passei o dia de barco a navegar no rio Mekong e, se fosse como no passado, tinha gasto varios rolos a tentar apanhar as melhores imagens... Ate' ao momento ja' tenho 1100 fotos e, por isso, prevejo horas a mostrar-vos-as quando regressar. De qualquer forma deixo aqui a foto que tirei hoje, enquanto iamos para as cascatas Kouang Si, que considero a foto do dia. Foi tirada numa aldeia tradicional a meio do caminho...


Quanto mais olho para a foto, mais gosto dela...



P.S. E' esquisito ter aqui ao lado dois monges vestidos a rigor todos entusiasmados a aceder 'a Internet noutro computador!... Mas... ja' me estou a comecar a habituar a estes contrastes! :-)


Casamento Lao

Estive uns dias sem dar noticias pois entretanto mudei de cidade (estou agora em Luang Prabang) e tambem sem ainda conhecer onde estao os melhores pontos de acesso 'a Internet mas, indo ao tema apresentado nas cenas do proximo capitulo do ultimo post:


Pois e'... eu que fujo dos casamentos como o diabo foge da cruz, fui a um casamento Lao no papel de penetra! :-)

Comparativamente ao casamento portugues ha' mais semelhancas do que eu imaginava mas, claro esta', que e' um pouco diferente. Mas, vamos la' 'a descricao do evento.

O casamento Laos tem cerimonia religiosa que decorre durante a manha ou tarde onde so' estao presentes um numero reduzido de pessoas, apenas os familiares mais proximos. Depois no final do dia, vao para um restaurante (os que tem dinheiro para isso) onde oferecem um banquete para um numero de convidados semelhante aos que se encontram nos casamentos portugueses.

'As 19h30, tal como combinado, la' estava eu de camisinha (ainda bem que levei algumas para o periodo de trabalho na Malasia...) o guia passou no hotel para me ir buscar e la' fomos ao casamento. Chegados la', ele disse-me "'a entrada vao estar os familiares dos noivos, e tu deves fazer um cumprimento com as duas maos juntas 'a cara e uma pequena venea... depois passamos no vaso das oferendas, eu meto um envelope, e ja' estamos dentro'"... "vai 'a frente que eu sigo-te e faco como tu fizeres", respondi-lhe eu. 'E pa', tanta venea que tive de fazer!!! E, na parte final das veneas la' estavam todas seguidas as irmas dos noivos "chi patrao!!!" :-)

Ao contrario dos casamentos portugueses, os de Laos nao tem lugares marcados, entao escolhemos uma mesa e sentamo-nos. E, pouco depois la' comecam a servir-me whisky e gasosa "eu nao quero, nao posso..." (no dia anterior tinha tomado um comprimido para a profilaxia da malaria e, tambem nao sou grande apreciador de whisky)... mas, pronto, para lhes fazer a vontande "eu bebo um bocadinho"



Passado cerca de 45min chegam finalmente os noivos e apresentam-se "'a nacao" enquanto duas pessoas comecam para la' a discursar algo que nao consigo compreender mas deveria ser algo a descrever os noivos, desejar-lhes felicidades ou algo do genero.


Chegam uns conhecidos 'a nossa mesa e... brinde, ai vai mais um gole de whisky...



Os noivos sentam-se e comeca o banquete, 100% self-service! Alguem se lembra e... brinde, mais uma golada de whisky (a minha sorte e' que eu praticamente so' molho os labios)...


Alguem quer beber mais um gole e, pronto, la' tem de ser... brinde (isto comeca-se a assemelhar a jantar de estudantes universitarios)


Entretanto o guia conta-me mais um bocado sobre os casamentos Lao e diz que 'as 23h30 o restaurante fecha, por isso, ate' la' vai haver a festa toda.


Ao fim de cerca de 45 minutos de ter iniciado a refeicao, os noivos levantam-se, vao para o centro da pista de danca e comecam a dancar para abrir o baile... qual valsa qual que, e' das dancas mais ridiculas que eu ja' vi... se e' que aquilo se pode chamar danca: os noivos nao estao abracados, o corpo nao mexe/danca, os bracos ficam dobrados a 90 graus e apenas mexem as maos enquanto vao caminhando lentamente 'a volta da pista!!!!!!!!!
Acaba essa musica e os convidados juntam-se... nao e' que a dancar da mesma forma!?!?!?! E' engracado ver cerca de 50 pessoas a (fazer que) dancam! (desculpem la' estar a dizer tao mal da danca deles. Faz parte da cultura e acho muito bem mas, para nos e' muito fora)
... a visinha da mesa do lado fica com vontade de dar um gole e... brinde... Rais parta estes gajos que se tem vontade de beber, se passa uma mosca, se estao cansados de estar na mesma posicao, ... la' se poem a fazer um brinde! Mas, o brinde e' sempre com whisky, independentemente do sexo ou idade. Se eu tivesse um negocio ligado aos whiskies, teria de estar na 'Asia. Eles bebem whisky como nos (portugueses) bebemos cerveja!!!
Durante o baile, alem daquela danca... "particular"... tambem dancaram outras que consistiam em sequencias semelhante ao Kuduro mas, muito MAIS suave, subtil e sem grandes movimentos de corpo, era tudo mais deslizado. E, quando deu lambada nao resisti e gravar um video para mais tarde recordar...


video
Agora, imaginem se num casamento em Portugal estivesse la' no meio um asiatico... pois, a certa altura, como podem imaginar, comecei a ser requisitado para ir dancar... e, la' tive de ir. Primeiro uma danca a par e depois comecou a dar uma musica para dancar da forma "particular" que descrevi em cima... e nao pude fugir e la' tentei dar o meu melhor :-) felizmente nao ficaram provas desta minha performance!!!!! A partir dai' quase que ja' nao consegui sair da pista, chegando ao ponto de vir um Sr. de certa idade (e talvez um pouco tocado...) pedir-me para ir dancar a que tive de dizer que nao... "fizeste bem em dizer que nao", confessou-me um amigo do meu guia.
Alguem quer beber mais um gole e, pronto, la' tem de ser... brinde... a certa altura, finalmente, o meu copo de whisky acaba... e varias pessoas tentam por mais whisky mas desta vez tive de recusar e agarrar-me 'a coca-cola mais proxima. Por causa disto ainda fui gozado "nao bebe whisky, tchhh" :-) mas, foi melhor assim!
Poucos minutos apos as 23h la termina a festa, o meu guia esta' bem atestado... De la' ainda fui ate' um bar com ele, ficando os amigos dele de irem mais tarde. Felizmente em Laos conduz-se devagar e ha' poucos carros pois o condutor tinha bebido um pouquito a mais!!!
P.S. fyi, no dia seguinte quando o guia me me foi levar ao aeroporto, pediu-me desculpa (desnecessaria) pela noite anterior... e disse que estava com uma ressaca e que nao conseguia comer nada! :-)

quinta-feira, 22 de maio de 2008

Laos: Conquistado pela boca!!!


Ontem 'a hora de almoco deram-me um golpe fatal: comida saborosissima!!! Se ja' estava a gostar das primeiras impressoes de Laos, ontem ao almoco fiquei decididamente conquistado!!!
O guia perguntou-me se queria ir a um restaurante ocidental (por exemplo, sueco) ou comida de Laos... "Laos sem duvida, quero experimentar os sabores locais!", e la' me mandou para um restaurante de comida Lao que apesar de ser bastante caro (paguei cerca de 15 euros) a comida era excelente.

Pedi um Mokpafork (Peixe do rio Mekong cozido a vapor com ovos, cebola e leite de coco embrulhado em folha de bananeira) e como aperitivo pedi um Luke Tao (cogumelos em forma de tartaruga enchidos com porco e camarao triturado). Divinal! Muito muito bom, principalmente os cogumelos!

E, enquanto esperava que me trouxessem a comida olhei para a mesa 'a minha frente e via as pessoas com um cestinho que por vezes abriam, metiam la' a mao, tiravam uma coisa roxa, amassavam com a mao e depois comiam... "o que sera' aquilo? vou querer experimentar!" e nao e que quando me trazem a minha comida vem um cesto igual! ;-) Depois descobri! Aqui nos escolhemos o prato e depois eles perguntam qual o acompanhamento "steam rice e outra coisa qualquer". Como desta vez resolvi experimentar o outro (o que nao percebiam bem o quer era), acertei em cheio. O nome e' "sticky rice", ou seja, arroz pegajoso. O engracado e que devemos mesmo comer e amassar 'a mao!!! Faz-me mesmo lembrar o amassar da plasticina!!! Mas, recomendo! E' curioso que apesar do arroz ser pegajoso nao se cola nas maos (semelhante ao M&M).

Da comida asiatica que ja experimentei comeco a achar a de Laos a melhor. Nao e' gordurosa como a chinesa e eles fazem umas misturas interessantes. Ainda no primeiro dia comi um bife despedacado bastante picante e com folhas de hortela. A hortela ficava mesmo bem para quebrar um bocado o picante!!!

P.S. Finalmente recuperei o meu backlog e ja' tenho o blog actualizado. Agora vou ver se durmo 1 horita (a noite anterior foi muito curta) e 'as 19h30 vou a um casamento! E' verdade! O meu guia perguntou-me se eu queria ver costumes locais e como eu lhe disse que sim, convidou-me para ir a um casamento de um amigo que vai decorrer hoje onde vou poder participar/assistir a rituais tradicionais. Vamos la' ver como e'!...

Laos: primeiras impressoes de Vientiante


Ha' 2 dias cheguei a Vientiane e tive uma surpresa muito agradavel. Por motivos de contencao de custos decidi optar por hoteis de 3 estrelas em detrimento de 4. Por isso, estou um bocado expectante no que vou encontrar relativamente a este ponto...
Mas ontem quando cheguei ao hotel fiquei muito surpreendido positivamente: a decoracao e' muito porreira e o quarto, embora com uns anitos, um espanto. Tem uma decoracao artistica local muito acolhedora e vista priveligiada para o Rio Mekong com a Tailandia na outra margem. Quando entro no quarto da-me logo vontade de nao sair do hotel pois esta-se la' muito bem!

Quanto 'a cidade, nao se pode dizer que existem muitos templos (budistas), nos tropecamos neles, estao por todo o lado. E' dificil andar 500m sem encontrar um novo templo!!!


P.S. Desculpem a escrita sem acentos nem cedilhas mas estes teclados sao diferentes!!!...

terça-feira, 20 de maio de 2008

Plano da viagem


Como ainda nao apresentei o plano da viagem, aqui vai:

- 30 de Abril chegada ao aeroporto de Singapura e transfer para Johor Bahru (Malasia) para 3 semanas de trabalho
- 20 Maio viagem de autocarro para Kuala Lumpur e inicio das ferias (merecidas)
- 20 Maio entrada em Laos
- 26 Maio entrada no Vietnam
- 3 Junho entrada no Cambodja
- 6 Junho regresso a Kuala Lumpur
- 8 Junho chegada a Portugal

segunda-feira, 19 de maio de 2008

O inicio

Ao fim de duas semanas de trabalho em Johor Bahru estou agora no aeroporto de Kuala Lumpur LCC a preparar-me para partir para Laos. E a festa vai comecar!...
Como e' a primeria vez que estou a criar um blog para este fim ainda nao sei ao certo o que isto vai dar e tambem nao sei se vou ter oportunidade para vir aqui dar noticias regularmente. Vamos indo e vamos vendo...